8 tendências da publicidade online em 2022

Pode até não parecer, mas 2022 chegou. E com este novo ano, há novas tendências que os profissionais de marketing digital ( e vocês que divulgam seu próprio negócio) precisam acompanhar. Para ambos, isso também significa que é o momento perfeito para dar um passo atrás e pensar em novas ferramentas de marketing digital.


Tendência número 1: Vídeos e mais vídeos


Será o sexto ano sendo os vídeos uma das tendências mais comentadas do marketing digital.


À medida que as pessoas se cansam da saturação excessiva de usuários e marcas do Facebook e do Instagram, muitos estão gravitando para o TikTok. E não estou falando apenas de crianças! Todos os nichos podem ser encontrados no aplicativo de compartilhamento de vídeos.


Isso significa mais vídeos verticais curtos e mostrando seu rosto na frente da câmera. Mesmo que você não planeje usar o TikTok para o seu marketing, profissionais de marketing e proprietários de pequenas empresas que estão acostumados a estar atrás das câmeras devem analisar como podem falar diretamente com seu público por meio de vídeo.


Agora é um ótimo momento para começar a praticar estar na câmera e contar sua história.

Ou encontre alguém em sua empresa que seja um bom porta-voz da marca.



Tendência número 2: imagens de estilo de vida

Além do vídeo, a necessidade contínua de imagens para postagens de mídia social significa que as marcas precisam continuamente renovar suas imagens de estilo de vida. Fotos envolvendo pessoas apreciando vinho e comida em um ambiente público geralmente geram mais engajamento do que fotos de garrafas perfeitamente posadas.


As imagens de estilo de vida ajudam a contar a história dos produtos na vida real versus a velha mentalidade de vendas de 'compre uma garrafa' ou 'frete grátis', porque ver pessoas – pontos de bônus se essas pessoas forem diversas em termos de idade, cor da pele, gênero , etc. – faz com que os consumidores se vejam na marca, o que gera confiança.



Tendência número 3: Aumento das conexões pessoais


Falando em confiança... os consumidores esperam ainda mais conexões pessoais com marcas e varejistas no futuro. Essa é uma das melhores maneiras de qualquer marca se fortalecer à medida que avançamos neste mundo digital.


É importante que as empresas físicas contratem equipes de atendimento ao cliente para experiências presenciais, mas à medida que migramos para vender mais online, as equipes de experiência digital do cliente também são uma necessidade.


As conexões personalizadas podem ser em um espaço virtual: perguntas sobre produtos ou uso, ou oferecendo oportunidades para os consumidores se conectarem ao vivo com os varejistas.

As transmissões ao vivo também não se despedirão. 2020 e 2021 foram os anos de transmissão ao vivo nas mídias sociais, e 2022 verá isso ainda mais longe. Na verdade, 63% dos millennials assistem conteúdo transmitido ao vivo regularmente . E há razões para acreditar que isso continuará a subir.



Tendência número 4: compras nas mídias sociais


Nos últimos anos, o comércio eletrônico cresceu e os consumidores ficaram mais à vontade para comprar produtos de varejistas individuais (em vez de comprar tudo pela Amazon).


Está mais fácil do que nunca criar sua própria loja online em seu site. Continuando a crescer provavelmente serão os recursos de comércio eletrônico, como poder pagar em incrementos; integração com plataformas de pagamento como Amazon Pay, PayPal, Apple Pay; e modelos baseados em assinatura.


E com mais opções de venda por meio de sites, as marcas podem comercializar seus produtos no Instagram/Facebook e vincular a produtos nas biografias do Instagram ou do TikTok.


Tendência número 5: automação de marketing


Com o aumento do comércio eletrônico, a automação de marketing pode ajudar as marcas a manter contato contínuo com os clientes. Leva um pouco de tempo para implementar automações como fluxos de trabalho de e-mail, retargeting, análises e agendamento de mídia social, mas depois de colocá-los em funcionamento, você pode se concentrar em outras partes do seu negócio e continuar a crescer.


Quando se trata de automação pessoal, os códigos QR vieram para ficar. Alguns criadores de tendências usam códigos QR há mais de 10 anos, mas eles não se tornaram uma grande parte dos esforços de marketing convencionais até que os telefones pudessem usá-los nativamente no aplicativo da câmera.


Agora, devido ao distanciamento social durante a pandemia, os códigos QR podem ser encontrados em muitos locais. Alguns restaurantes levam ainda mais longe a automação de marketing automatizando todo o processo de compra, onde os clientes podem comprar comida, roupas, farmácias e até compras de mercado por meio de um aplicativo e recebê-lo diretamente em sua casa.



Tendência número 6: Análise de dados do consumidor


Os dados são a chave para fazer as comunicações digitais personalizadas acontecerem. Todos nós recebemos tantas comunicações hoje em dia, via e-mail, texto, todas as redes sociais, em todos os lugares! As pessoas desligam (e cancelam a assinatura!) se a comunicação parecer irrelevante ou fria. Mas receber qualquer tipo de comunicação que pareça feita sob medida para você (referenciando compras anteriores, por exemplo) pode ser muito mais motivador e fazer você se sentir bem em comprar.


Dados digitais por meio de um painel único, que insere dados de todas as plataformas de mídia social, juntamente com plataformas de anúncios digitais, podem ajudar as marcas a analisar de forma holística o que está funcionando e o que as empresas precisam corrigir.



Tendência número 7: foco contínuo no marketing por e-mail


No passado, os negócios físicos tinham uma folha de inscrição para criarem suas listas de e-mail. Agora, as opções são infinitas para capturar endereços de correio eletrônico de leads (pessoas com interesse no que vendemos, possíveis futuros clientes).


Com configurações de privacidade atualizadas e capacidade limitada de rastrear e coletar o comportamento do consumidor, será ainda mais importante 'possuir' seus contatos online e se comunicar diretamente com eles. Veremos marcas e varejistas adotarem sua lista de e-mail à medida que percebem o valor que há em entrar em contato diretamente com seu público, sem esperar que um algoritmo esteja a seu favor.


Tendência número 8: cuidar das pessoas e dos ingredientes dos produtos


Os clientes querem transparência nas marcas para as quais escolhem doar seu dinheiro, e as marcas que utilizam plataformas de mídia social para compartilhar sua mensagem têm mais facilidade em encontrar um público que se preocupa com os mesmos problemas.


No entanto, não se trata apenas de compartilhar uma história ou mensagem. Os clientes querem ter mais visão dos produtos que compram ou desejam comprar, incluindo valores e certificações que possam aparecer neles.

Pensar em esforços de sustentabilidade, status de empresa B, negócios de mulheres, são exemplos de valores que, incorporados em todos os aspectos do seu marketing digital (e presencial), ajudam os clientes a tomarem decisões informadas sobre as marcas que desejam apoiar.


À medida que a economia se abre novamente, os profissionais de marketing e os empreendedores enfrentam um cenário interrompido por uma pandemia, novos modelos de negócios e eventos híbridos (presencial e transmissão ao vivo), para citar alguns. Utilizando ferramentas de automação de dados e marketing fornecidas por plataformas digitais, as marcas podem se concentrar em contar sua história aos clientes de maneira personalizada usando imagens de estilo de vida, vídeo, email marketing e muito mais.


Ao levar em conta essas oito tendências, as empresas poderão ficar à frente da curva.

















10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo